quinta-feira, 19 de março de 2009

Margarida

II Festival Internacional da Canção Popular - 1967




Se houve uma vez em que ansiei profundamente ser "gente grande", foi aquela. Era 1967 e meus pais iam ao Maracanazinho assistir ao II Festival Internacional da Canção Popular. Até hoje quando lembro, morro de tristeza por não ter ido...

Naquele ano, o festival passou por transformações: A transmissão já não foi feita pela TV Rio e sim pela TV Globo. Nomes como Gutemberg Guarabyra, Milton Nascimento e Chico Buarque, se tornaram conhecidos pelo público.

"Margarida", foi escolhida como a favorita da fase nacional e seu autor e intérprete, o baiano Guarabyra e o Grupo Manifesto apresentaram a um publico entusiasmado, uma canção que lembrava a infância.

Agradecimentos ao Paulo Ricardo que enviou um belo trabalho de pesquisa e a canção "Margarida"

Na foto abaixo, Gutemberg Guarabyra entre Kim Novack e Henri Mancini.

<



Clique
aqui para baixar

22 comentários:

Anônimo disse...

nada contra "Margarida" ou Guarabira, mas não dá prá acreditar que esta música foi a vencedora num festival em que tb concorreram "Travessia", "Carolina" e, principalmente, a jóia que é "Morro Velho". Além da participação da minha querida Joyce com "Me Disseram".
Abçs, Paulo Ricardo

Dan disse...

Que bom que voltaste!!!!
Os festivais de antigamente eram tâo bons que ainda causam polêmica. Para mim Travessia é uma joia rara com acordes lindos os melhores da MPB, deveria ter ganho. Mas festivais que prestavam eram assim 2 ou 3 ou 5 ou 6 ou todas musicas poderiam ganhar. Uma beleza.

lucidreira disse...

Ainda bem que tem internet "blogs e pesquisa"porque sem eles não teria voltado ao passado e poder rever Guarabira meu conterrâneo com esta canção, não dismerecendo as outras tantas que concorreram na época, gosto tanto de Travessia Caralina que até hoja ainda ando cantorolando em meio ao vazio do intevalo do dia.
Beleza de época.
Parabéns

Dan disse...

BOA PÁSCOA

Rodrigo Mattar disse...

Parabéns pelo blog, que está nos favoritos do meu.
Sobre este FIC, é impossível não criticar a escolha do júri que preferiu "Margarida" a "Travessia", sem dúvida uma canção muito melhor em termos de harmonia, arranjo e letra que a vencedora. E ao não dar o título a Milton Nascimento, cometeu-se talvez a maior injustiça da história dos Festivais da Canção neste país.

vaccavo disse...

Esta canção é a prova maior de que fui criança em dia. Outra prova é uma revista em quadrinhos do Disney, com o título "O Vespa Vermelha". Acho que são do mesmo ano.

Flávio Machado disse...

a música é linda e achei justa a escolha, basta prestar atenção na letra e na canção, são belas as canções de Miltom e Chico, mas eu também votaria na Margarida pela singeleza da canção.

abs
Flávio Machado

Julio Saraiva disse...

margarida é uma das letras mais lindas que conheço. sua construção poética, perfeita. seu toque medieval, encantador. e a melodia, feita por quem sabe - provaria isso depois -, dispensa comentários. lembro-me até de guthemberg guarabira, que se tornaria apenas guarabira, a interpretá-la, ainda bem comportado, metido num smocking.

Julio Saraiva disse...

Margarida, vencedora sob alguns protestos, coisa comum nos velhos festivais - bons tempos! - é uma das letras mais lindas que conheço. sua construção poética, a lembrar cantigas medievais, perfeita. a melodia, feita por quem conhece muito - provaria isso mais tarde -, linda. lembro-me perfeitamente de guthemberg guarabira, que se tornaria apenas guarabira, interpretando-a, ainda bem comportado, metido num smocking, que, acho, não usou nunca mais.

Júlio Saraiva

http://currupiao.blogspot.com/

Anônimo disse...

Gostaria muito de ver esse video dele cantando, será que ainda tem?
Obrigada

Marcia Weber disse...

Comenta-se que muita coisa se perdeu nos incêndios da Globo mas, quem sabe? Volta e meia aparece alguma novidade no Youtube...
Abraços

Esmeralda disse...

Soy de Venezuela, pero viví los años de mi infancia en Rio de Janeiro. Siempre he recordado esta canción con mucho cariño, pues representa mi enorme amor por Brasil. Estoy feliz de haberla encontrado hoy, me hizo llorar de alegría!
Muito abrigado!!!
Esmeralda Cárdenas

Marcia Weber disse...

Esmeralda
É muito bom relembrar, não? Fico feliz por você ter gostado tanto...
Abraços

Antonio Roberto disse...

Roupa Nova regravou, porém não tem a mesma magia da gravação original. Travessia é bonita, mas comum. Margarida é simplesmente linda.

Antonio Roberto disse...

Na época eu tinha onze aninhos, porém essa música nunca me saiu da cabeça! Quando eu a ouvi na interpretação do Roupa Nova achei muito boa, mas a gravação original ainda baila em minha cabeça. Letra lindíssima letra. Parabens pela postagem.

Marcia Weber disse...

Antonio

Lendo a sua postagem, deu vontade de ouvir novamente. E lá vou eu...

Abraços

Renato disse...

Muito obrigado por sidponibilizar a música. Eu tinha 12 anos neste festival e esta música foi uma das primeiras que me levaram a pensar como as meninas pensavam. Foi uma ual na minha vida.

Anônimo disse...

Sinto muito Travessia, que é uma
linda música, sem dúvida, mas dessa
vez deu Margarida, que também é uma
linda música e foi minha favorita.
Parabéns Guarabyra!

Marcia Weber disse...

Obrigada pela visita!
Abraços

João Esteves disse...

Viagem no túnel do tempo não coisa que se faça tanto. Há que se viver o aqui e o agora. Musicalmente, lamentável o despencamento qualitativo aonde fomos parar depois destes festivais que você nos ajuda a lembrar, Marcia.
Gosto muito desta canção do Guarabyra. Da interpretação também. Saudade danada desses velhos tempos de tão fartos exemplos de boa música.

Antonio Seabra disse...

Eu tinha 13 anos, estava lá, e me lembro da reação fantastica do publico: a musica era uma achado, uma letra maravilhosa, uma ideia genial. Simples e bela.
Concordo com quem diz que Travessia é linda, e merecia mais. Eu mesmo, quando quero dar um exemplo de MPB para gringos, fora do tradicional da bossa nova, mostro Travessia.
Mas naquele dia, para aquele publico, Margarida tinha de vencer.

fvent disse...

A Historia fez juz ao festival,
Margarida ficou no tempo e Travessia ficou para a historia da MPB.