domingo, 22 de agosto de 2010

Nino Bravo - 1970



V Festival Internacional da Canção Popular

Em uma de suas participações no Festival Internacional da Canção Popular, Nino Bravo, um dos principais nomes da música popular espanhola interpretou "Elizabeth".
O cantor retornaria ao Brasil em 1972 mas isso, já é outra história...





E mais um vídeo de 1970...


6 comentários:

Roselene Cândida disse...

Que boa postagem, Márcia! Gosto muito das músicas de Nino Bravo; pena que ele se foi muito cedo.
O Nino retornaria em 72 com "Mi Tierra", uma bela música. Houve uma polêmica entre ele e o ganhador do prêmio, David Clayton Thomas.
Um abraço!

Roselene

Marcia Weber disse...

Oi, Roselene
Que "vozeirão", né? E incrivelmente, ele não ficou entre as 10 primeiras de 1970.
Brevemente vou postar sobre "Mi Tierra", pena que não se ache o vídeo...
Abraços

Pedro Lara disse...

Muito obrigado, para colocar o vídeo da apresentação deste magnífico cantor que foi Nino Bravo, esse desempenho tem o 4 º lugar do ranking no festival, dois anos mais tarde, em 1972, conseguiu um empate no primeiro lugar, mas é segundo lugar, com "Mi Tierra", embora sua interpretação foi um dos melhores que ele fez em sua carreira artística, Obrigado por lembrar, Saudações!.

Marcia Weber disse...

Pedro
Ótimo vídeo, não? Pretendo colocar informações sobre "Mi Tierra" e a bela interpretação em 1972.
Obrigada pela presença e um Abraço!

Anônimo disse...

Parabens pelo blog Marcia. Sou admirador entusiasta dos FICS, faço pesquisa musical desta época e encontrar seu blog foi uma satisfação! Estarei sempre prestigiando! Alexandre de Macaé-RJ

luiz disse...

Letra de Elizabeth
Otros brazos quisieron
alejarte de mí
y otros besos creyeron
que me olvidaba de ti.

Mi vida no, no, no existe
tan lejos de ti.
Mis días transcurren tristes;
quisiera morir, sin tu amor,
Elizabeth, sin tu amor.

Vuelvo atrás en mi vida
y aún escucho en tu voz
mil palabras perdidas
de un poema de amor.

Perdóname pues, y olvida
rencores de ayer.
Recobra la fe perdida
en nuestro querer.
Vuelve a mí, Elizabeth,
vuelve a mí.

Perdóname pues, y olvida
rencores de ayer.
Recobra la fe perdida
en nuestro querer.
Vuelve a mí, Elizabeth,
vuelve a mí..
Vuelve a mí..
Elizabeth...